Publicado o reajuste da telefonia fixa, que passa a valer 2 dias após a divulgação pelas concessionárias.


A Anatel publicou nesta terça-feira (15) o reajuste da cesta tarifária da telefonia fixa, no valor médio de 0,65% para as tarifas de assinatura básica, habilitação, minuto e ligações de longa distância. As ligações dos orelhões de todas as concessionárias fixas passam a custar R$ 0,1260, com impostos e contribuições sociais, por unidade de tarifação.

O reajuste contempla as operadoras Telefônica, Oi, Sercomtel, CTBC e Embratel. Reajuste maior para a CTBC 0,95%, pois foi considerado um período maior para o cálculo inflacionário, de 14 meses. Para as demais, o período de cálculo ficou em 13 meses, de outubro de 2012 a novembro de 2013.

PUBLICIDADE

Neste período, o IST foi de 5,42% e o Fator X, índice de produtividade repassado para ganho dos usuários, foi de 4,52%. Embora a média de reajuste máximo seja igual para as principais operadoras, há variação nos preços em cada estado e por cesta de serviços, pois algumas empresas preferem aumentar os valores na assinatura básica e outras preferem aumentar os valores no minuto.

A agência também publicou os valores máximos a serem cobrados entre as concessionárias das tarifas de uso de redes locais (TU-RL), que equivale a 40% do minuto cobrado nos planos básicos, e das tarifas de uso de rede longa distância nacional (TU-RIU), que corresponde a 20% do valor do minuto da tarifa de DDD. Esses valores também são diferenciados por operadora e por setor da concessão.

Veja aqui as tabelas com os novos valores, calculados sem impostos e contribuições sociais. O reajuste passa a valer dois dias após a publicação das novas tarifas pelas concessionárias em jornais de grande circulação.

PUBLICIDADE
Anterior TIM confirma interesse pela faixa de 700 MHz e apoia leilão
Próximos CPqD ganha patente internacional por sistema antifraude