PromonLogicalis cresce 50% e avança no mercado corporativo


Resultado da associação entre a inglesa Logicalis e a Promon Tecnologia, do grupo Promon, a PromonLogicalis teve um desempenho invejável em 2010. Seu faturamento cresceu 50% no Brasil e 60% na América Latina onde está presente em nove países. Com receitas que devem atingir US$ 400 milhões (seu ano fiscal se encerra em fevereiro), 70% das quais provenientes do mercado brasileiro, a PromonLogicalis expandiu suas atividades principalmente no mercado corporativo e no segmento governo. Mas cresceu também no segmento de operadoras, que representa 65% de seu faturamento.

A principal razão de seu bom desempenho, de acordo com seu presidente, Luís Eduardo Cardoso, é a forte demanda por soluções IP e seu entorno, como a área de segurança de dados. Ele prevê que, em 2011, essa demanda continuará forte. “O crescimento da demanda por soluções de tecnologia da informação e comunicação (TICs) tem sido do dobro do PIB. O PIB do Brasil no ano que vem deverá ser de 5 a 6%; então o mercado de TICs deverá se expandir a taxas de 10 a 12%. E nós vamos crescer o dobro disso”, aposta ele.

Como todas as operadoras já são clientes da PromonLogicalis no Brasil, sua expansão aí é limitada. Mesmo assim, suas receitas nesse segmento cresceram 20% em 2010. Sua expansão maior, seja na área de consultoria tecnológica, seja na de integração e serviços gerenciados, tem se dado no mercado das grandes empresas e de governo. “Há um a tendência entre as grandes empresas de terceirizar a operação de seus datacenters e sites de informática. Temos nos beneficiado desse movimento”, explica Cardoso. A PromonLogicalis tem soluções customizadas para as principais verticais do mercado – manufatura, finanças, óleo e gás, mineração e metalurgia, utilities, serviços (construção e engenharia) e acaba de entrar na área da saúde. E em seu portfólio de clientes estão várias das maiores empresas do país. Um dos mais recentes clientes é a Telebrás. A PromonLogicalis venceu dois lotes do pregão relativo a radioenlaces e outros equipamentos e serviços: um na área de gerência, tendo como parceira a Nominum, e outro na segurança de dados, com soluções da Arbor.

PUBLICIDADE
Anterior Radiodifusores defendem manutenção de frequência da TV analógica
Próximos Conselho Consultivo teme prejudicar aprovação do PGMU com quadro desfalcado