Programa de vantagens da TIM incentiva cliente pré-pago a usar canal digital


A TIM anunciou ontem, 17, o lançamento do produto TIM Pré Top. Segundo a empresa, a ideia do serviço é trazer para o pré-pago a lógica de recompensa pelo relacionamento, com meta de ampliar a recorrência dos clientes. Para isso, busca atrair o usuário para canais digitais, através da instalação de um app.

Segundo a operadora, a estratégia se baseia em três pilares, que vão compor a oferta:

PUBLICIDADE
  • TIM+ Vantagens: um programa de vantagens para clientes do pré-pago, o primeiro do país, diz. Via um app exclusivo, o usuário vai acumular pontos e ter acesso a benefícios de acordo com a quantidade de recargas feitas. Vão receber ainda “números da sorte” para concorrer em sorteios de prêmios;
  • Evolução para TIM Beta: possibilidade de “evolução” dos clientes que realizarem recargas recorrentes apenas através dos canais digitais para o TIM Beta. O cliente que se registrar no app do beta e realizar recargas digitais de, pelo menos, R$ 30 por quatro meses consecutivos, ganha um convite para o plano no quinto mês.;
  • Data Stack: os clientes que acumularem pelo menos R$ 30 em recargas no mês serão recompensados com bônus de 1GB para utilizar no período válido de sua oferta. O bônus acumulado poderá atingir até o limite de 3GB e será mantido apenas com a recorrência das recargas.

Para ter acesso ao TIM + Vantagens, o cliente deve baixar o app disponível para iOS e Android, aceitar as condições de uso e, em seguida, realizar uma recarga a partir de R$ 10. A soma das recargas realizadas mensalmente insere o cliente em uma categoria – bronze, prata, ouro ou diamante – que, por sua vez, define os benefícios disponíveis. É possível emitir vouchers de desconto em parceiros como Americanas.com, Magalu e Burger King, por exemplo. Os usuários também ganham fichas para um jogo virtual que pode resultar em desconto em smartphones ou números para os sorteios da plataforma.

A necessidade de educar o consumidor do pré-pago a recorrer mais a canais digitais do que aos físicos se intensificou durante a pandemia. E se tornou um desafio na empresa, como revelou o CEO da companhia na divulgação de resultados financeiros do primeiro trimestre, ainda em maio. (Com assessoria de imprensa)

Anterior Chegou o e-book do Tele.Síntese sobre o ecossistema financeiro digital
Próximos Queda da renda explica a crise na TV paga, avalia presidente da Claro