Produção da indústria eletrônica encolhe em agosto


A produção industrial do setor eletroeletrônico recuou 1,2% no mês de agosto em relação ao mesmo mês de 2018. É o que demonstram os dados divulgados pelo IBGE agregados pela Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee). O resultado foi motivado pelas reduções tanto da área eletrônica (-1,2%), quanto da área elétrica (-1,1%).

Na área eletrônica, o maior recuo ocorreu na produção de equipamentos de comunicação (-12,3%), seguidos de equipamentos de informática (-2,4%) e de componentes eletrônicos (-1,5%). Por outro lado, cresceu a produção de
instrumentos de medida (+4,0%) e de aparelhos de áudio e vídeo (+3,8%).

PUBLICIDADE

No acumulado de janeiro a agosto de 2019, a produção industrial do setor eletroeletrônico recuou 1,8% em relação a igual período de 2018. Essa queda foi influenciada pela retração de 4,3% na produção de bens eletrônicos, uma vez que a área elétrica cresceu 0,5%.

“A atividade do setor eletroeletrônico tem oscilado muito neste ano, sem demonstrar até este instante uma tendência de recuperação efetiva”, ressalta o presidente da Abinee, Humberto Barbato. Ele acredita que as empresas permanecem em compasso de espera em relação às reformas em andamento e à reformulação da política de TICs, fatores vistos como importantes para a previsibilidade da economia e reversão do quadro de instabilidade.

Anterior Ericsson conclui aquisição da divisão de antenas e filtros da Kathrein
Próximos Teles confiam na sanção integral do PLC 79