Privatização dos Correios resultará em aumento de tarifa, dizem funcionários


Abcap afirma que, na prática, a perda da imunidade tributária significará, se o processo seguir em frente, uma oneração para todos os cidadãos e empresas brasileiras, que hoje contam com um serviço postal acessível e de baixo custo

 

Funcionário dos Correios de braços cruzados, em sinalização de greve
Foto: Agência Brasil

Associação dos Profissionais dos Correios (Adcap) diz que privatização dos Correios vai resultar em aumento da tarifa aos consumidores. Na manhã desta quinta-feira, 24, durante audiência pública o governo federal alegou que a privatização dos Correios poderá levar o poder público a arrecadar mais R$ 4,4 bilhões por ano porque a imunidade tributária, hoje gozada pela empresa, será extinta com a privatização.

Em nota, intitulada, “Você é que pagará essa conta”, a associação afirma que, na prática, a perda da imunidade tributária que o governo federal defende no processo de privatização dos Correios significará, se o processo seguir em frente, uma oneração para todos os cidadãos e empresas brasileiras, que hoje contam com um serviço postal acessível, de baixo custo, apesar das dimensões continentais do Brasil.

PUBLICIDADE

“O próprio governo não esconde suas intenções de aumentar a arrecadação com a privatização dos Correios como se viu na audiência pública hoje realizada. E, como nunca há almoço grátis, quem vai pagar mais esta conta serão os cidadãos e as empresas”, diz a nota.

Segundo a Adcap, existe um interesse de privilegiar alguns poucos, como banqueiros, especuladores e concorrentes, em detrimento de toda a sociedade salta aos olhos. “Se você não é banqueiro, não terá benefício algum se os Correios forem privatizados. Muito pelo contrário, os preços postais devem subir e muito e o atendimento piorará, com o fechamento de unidades, principalmente nos menores municípios. Soluções assim em que muitos perdem para poucos ganharem não são boas para o país. Não se iluda: você só perderá se os Correios forem privatizados”, afirma o texto.

Lucro 

Os Correios fecharam o ano de 2021 com lucro líquido de R$ 2,3 bilhões, representando um aumento de 48,76% em relação a 2020. Esse resultado foi impulsionado pelo crescimento das receitas do segmento de encomenda e internacional que atingiram, respectivamente, 26,19% e 123,68%, quando comparado a 2020; crescimento esse atribuído, sobretudo, à expansão do e-commerce acelerado pela pandemia de covid-19.

Manifestação

Na manhã de hoje, durante a audiência pública, funcionários dos Correios fizeram manifestação na frente do Ministério das Comunicações, com uma faixa que dizia: “Correios privatizados, povo prejudicado”. Além disso, o grupo distribuiu panfletos. Os manifestantes ficaram por pouco tempo.

PUBLICIDADE
Anterior Vivensis quer 25% do mercado de parabólicas com migração para a banda Ku
Próximos Lucro da Brisanet cai 92,4% em 2021