Primeiros testes com equipamentos comerciais confirmam boa convivência entre LTE e TV digital, diz indústria.


A Abinee – Associação Brasileira da Industria Elétrica e Eletrônica – divulgou hoje os resultados do testes realizados pelo CETUC/PUC-RJ, e apoiado pela indústria, para apurar a interferência dos sistemas digitais na banda larga móvel e na TV digital na faixa de 700 MHz. Este é o terceiro teste realizado (a Anatel fez um com o apoio dos radiodifusores e operadores, e a GSMA também fez o seu próprio teste) e ele também  indicou que é possível a convivência entre a tecnologia LTE (4G) e a TV digital brasileira na frequência de 700 Mhz, que será leiloada pela Anatel em agosto.

PUBLICIDADE

Segundo Wilson Cardoso, diretor da Nokia, estes foram os primeiros testes realizados com equipamentos comerciais, tanto os da 4G, como os de TV digital e pode servir de benchmarking para outros países. O professor Carlos Rodrigues, que dirigiu os estudos, afirmou que “mesmo em situações extremas” é possível a convivência entre os dois sistemas, se forem adotadas medidas de mitigação da interferência. Entre estas medidas, está a colocação de filtros nas TVs, conversores e nas estações rádio-bases, mudança de posição das antenas, entre outras sugestões.

Os executivos das empresas que patrocinaram os testes – Alcatel-Lucent, Motorola, Nokia e Qualcomm – afirmaram que não conseguem calcular quantas são as pessoas que podem ser afetadas pela interferência no caso de situação extrema, mas entendem que estes testes poderão ajudar a Anatel a calcular o número exato.

Anterior Substitutivo da lei das antenas passa na Câmara, mas retira aprovação tácita após 60 dias.
Próximos Telefone fixo dos paulistas vai ter queda de 18% na assinatura básica