Presidente da Telecom Italia defende limpeza de faixa de 700 MHz com menos custos


O presidente da Telecom Italia, Marcos Patuano,  defendeu nesta quarta-feira (28) que o governo adote um projeto prático para limpeza da faixa de 700 MHz e de gerenciamento da interferência, sem que acarrete custos excessivos para as operadoras. Segundo ele, que se encontrou com o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo. “Depois de fazer o lançamento …

O presidente da Telecom Italia, Marcos Patuano,  defendeu nesta quarta-feira (28) que o governo adote um projeto prático para limpeza da faixa de 700 MHz e de gerenciamento da interferência, sem que acarrete custos excessivos para as operadoras. Segundo ele, que se encontrou com o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo. “Depois de fazer o lançamento das frequências baixas na Itália, o que discubrimos no campo é que o nível de interferência é muito menor do que teorizávamos”, disse.

Patuano entregou ao ministro sugestões nesse sentido, mas não adiantou quais são elas, assinalando que serão publicadas na consulta pública. Mas deixou claro que a participação da TIM no leilão vai depender de como as questões de custos sejam definidas. “Os  grandes pontos são bastante fácil definir, o que parecem pequenos pontos são na verdade a diferença  entre fazer um bom projeto do que fazer um projeto que vai ficar no papel”, afirmou.

Para Patuano, o ministro é muito prático e deve simplificar o processo de limpeza da faixa. Ele pede que as coisas sejam feitas de forma progressiva, sem gerar de uma vez um custo que depois não será comprovado. “Não vamos criar um monstro para depois descobrir que o problema é um cachorro”, exemplificou.

PUBLICIDADE

 Qualidade

O presidente da Telecom Italia disse que também apresentou ao ministro a solução de site, que tem o formato de um poste, desenvolvido pela TIM em parceria com uma empresa de construção mecânica do país, que gerou uma série de patentes que já estão depositadas. A inovação depois será levada para Europa, que também tem, problemas de impacto visual na instalação de antenas. “É mais um esforço para aumentar a cobertura, isso significa mais sites”, disse.

Patuano disse aTIM está trabalhando muito para melhorar a qualidade do serviço prestado. “No passado, os clientes brasileiros tiveram muitos problemas de qualidade das operadoras, e a TIM teve que trabalhar muito nesse quesito, estamos investindo muito, mas ainda não atingimos o nível ideal de qualidade”, admitiu.

Telco

O presidente da Telecom Italia também falou sobre a possível saída de um sócio – a Generali – da Telco, empresa que tem participação na operadora italiana. “Isso é um ruído forte do mercado, em junho tem uma janela de oportunidade de os sócios de saírem do consórcio”, disse. Ele acha que se isso acontecer é positivo para a empresa.

Ele disse que a Telecom Italia fez uma revisão completa da governança da companhia, que agora tem um conselho administrativo totalmente independente.

Anterior Emissoras comerciais de TV não querem projeto que regionaliza programação
Próximos Claro cumpre meta de acesso à rede móvel, porém é alvo do número maior de queixas.