Positivo tem prejuízo no 2º tri


shutterstock/Wichy

A fabricante paranaense de computadores e celulares Positivo Tecnologia divulgou na noite de ontem (14) os resultados do segundo trimestre do ano. A companhia amargou um prejuízo líquido de R$ 11,6 milhões. Em comparação, no mesmo período de 2017 teve lucro de R$ 3,3 milhões.

A empresa ampliou a receita em 11,4%, atingindo faturamento de R$ 485,1 milhões. Mas o custo de produção aumentou 19,7%. Também houve impacto negativo a valorização do Dólar frente o Real no período. Também caiu o valor de contas a receber pela companhia. Enquanto no 2t17 a Positivo tinha a receber R$ 384 milhões, neste ano o valor passou a R$ 251 milhões.

A dívida líquida caiu de R$ 239 milhões para R$ 140 milhões em um ano. Os investimentos também encolheram, passando de R$ 12,3 milhões entre abril e junho de 2017, para R$ 5,9 milhões nos mesmos meses deste ano.

PUBLICIDADE

Unidades vendidas

A Positivo vendeu 188 mil notebooks e 84 mil desktops no período – uma alta de 9,2% e 62,5% em unidades comercializadas sobre o mesmo trimestre de 2017. Em compensação, encolheu mais em telefonia móvel. A empresa, dona das marcas Positivo e Quantum, viu as vendas de smartphones encolherem 18,3% a.a. Foram 203,8 mil unidades vendidas. No segmento de feature fones, no entanto, cresceu 35%, com vendas de 187,7 mil peças.

Os números também acompanham o paulatino encolhimento do mercado de tablets. Nesta categoria, a fabricante vendeu 1,7 mil unidades, 60% menos que um ano antes.

Anterior Redução de ICMS para provedores incomoda operadoras
Próximos Facebook desarticula rede de falso engajamento no Brasil