Positivo Tecnologia é a única habilitada na licitação das urnas eletrônicas do TSE


A Positivo Tecnologia informou nesta terça, 19, que foi a única empresa habilitada a concorrer na licitação do Tribunal Superior Eleitoral para a compra de 176 mil urnas eletrônicas.

PUBLICIDADE

Isso não significa que a empresa foi a escolhida, no entanto. Após a fase de habilitação dos proponentes, há ainda mais duas fases da licitação, nas quais serão avaliadas a proposta técnica e o modelo de engenharia do equipamento, e por fim, análise da proposta de preços enviada pela Positivo.

“A Companhia precisará passar e cumprir todas as regras estipuladas no edital para evitar desclassificação e o resultado será declarado somente após cumprimento de todos os requisitos e etapas previstas no edital, pelo qual manteremos os nossos acionistas e mercado atualizados sobre a decisão final desta licitação”, diz a companhia em comunicado.

As urnas serão utilizadas nas eleições de 2022. A própria Positivo alertou para o tempo exíguo para fabricação dos equipamentos até a data limite de entrega, 15 de agosto de 2022. Ainda assim o TSE reiterou que não há possibilidade de alteração desse cronograma.

PUBLICIDADE
Anterior Desoneração da folha entra na pauta do plenário do STF
Próximos Claro Brasil registra receita de R$ 9,87 bilhões no 3º tri