Porto Digital prevê dobrar número de contratações em 2021


O Porto Digital, parque tecnológico localizado na cidade de Recife, divulgou hoje, 4, seu balanço de 2020 e anunciou a previsão de contratação de 3.140 novos colaboradores. Isso representa mais que o dobro de 2020, quando foram contratadas 1.539 pessoas. Em 2020, o parque conseguiu faturar R$ 2,86 bilhões, um crescimento de 50,8% em três anos, e de 21,7% em relação a 2019.

Consenso Tecnologia, Insole e Speed+ foram as empresas que mais cresceram em 202o. Ao todo, o Porto Digital abarca 349 empresas, das quais 119 passaram suas informações para o levantamento. O balanço dispôs de dados agregados e, portanto, não foram fornecidos dados específicos de cada empresa.

PUBLICIDADE

Sem mão de obra especializada

Apesar da previsão pelo dobro de abertura de vagas, há preocupação com falta de mão de obra especializada em tecnologia. De acordo com Laís Xavier, presidente da Associação das Empresas de Tecnologia de Pernambuco e Paraíba (Assespro), há um descompasso entre a quantidade de vagas abertas no setor de tecnologia e pessoas formadas na área. Ela participou de evento em que os resultados foram apresentados.

Gerino Xavier, presidente da Empresas de Processamento de Dados do Estado de Pernambuco (SEPROPE), afirmou que a pandemia agravou ainda mais a situação. “A pandemia nos levou a algum crescimento porque praticamente todas as empresas do setor de tecnologia não tiveram muita dificuldade de migrar seus trabalhos presenciais para o home office. Em compensação, passamos a perder os profissionais para empresas maiores, que, por estarem fora do contexto de Pernambuco, conseguem pagar um pouco mais”, disse.

Por sua vez, o prefeito de Recife, João Campos, voltou a reafirmar seus planos de criar o Embarque Digital, uma das promessas de sua candidatura. Esse programa pretende capacitar jovens na área da tecnologia, oferecendo bolsas de cursos para alunos de escola pública.

Anterior Anatel publica requisitos técnicos para equipamentos WiFi 6E
Próximos STF decide que "cota de tela" deve ter repercussão geral quando for julgada