Piauí adquire 140 mil chips de celular para alunos da rede estadual


 

O Governo do Estado do Piauí, por meio da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), distribuirá mais de 140 mil chips de celular aos estudantes da rede pública estadual. A ação visa garantir que os estudantes matriculados na rede estadual de ensino tenham acesso à internet diante do cenário de pandemia e de aulas remotas.

No Piauí, as escola estão fechadas desde março. Durante esse período, 14% dos alunos do estado não tiveram acesso às aulas remotas, conforme levantamento da Secretaria. Diferentes iniciativas no Brasil buscam trazer acessibilidade para o ensino à distância, como o Mães da Favela, que objetiva a distribuição de chips da TIM.

PUBLICIDADE

A Seduc adquiriu chips da Claro com tecnologia 4G e pacote de dados de 20 giga mensal. Assim, se espera que alunos possam acessar às plataformas digitais de vídeo-aulas que hospedam as aulas produzidas pelos professores, como Canal Educação, Pré-ENEM Seduc, bem como o aplicativo iSEDUC Aluno.

Uma solução fornecida pela Embratel permitirá estipular regras de acessos. Por meio da gestão de dados, a Secretaria irá indicar sites e aplicativos que poderão ser acessados; bloquear ou desbloquear o compartilhamento do hotspot nos dispositivos; e vincular o chip com um determinado aparelho para que ele não funcione em outro celular.

Ainda, utilizando a solução da Embratel, professores poderão se comunicar com os alunos ao enviar mensagens e arquivos via push. Os educares poderão também acompanhar a evolução dos estudos em uma plataforma. (Com assessoria de imprensa)

Anterior Claro começa a aceitar pagamento de fatura por PIX
Próximos Mais de 60% dos serviços públicos federais em formato online