PF vaza troca de mensagens entre Otavio Azevedo e João Rezende


abstrata 09

Sob o título “Gravações revelam influência de empreiteiro na Anatel”, o Uol publica hoje (13) o vazamento de troca de mensagens entre Otavio Azevedo, presidente da Andrade Gutierrez, e João Rezende, presidente da Anatel. À época da gravação, agosto de 2014, a Andrade Gutierrez era sócia da Oi. A troca de mensagens envolveu fato relevante à CVM relacionado a contrato firmado com BTG para que atuasse como comissário para viabilizar aquisição da TIM, que acabou não ocorrendo.

O que chamou a atenção da PF no documento da Polícia Judiciária anexado à Operação Lava Jato foi o fato de Azevedo informar sobre o fato relevante e pedir a João Rezende e, por meio deste, ao ministro Paulo Bernardo que não se pronunciassem sobre o fato até conversarem sobre o assunto, no dia seguinte. Isso fez supor que Azevedo, réu na Lava Jato, tivesse influência na Anatel. Também é normal que os acionistas de uma concessionária comuniquem às autoridades do setor seus movimentos que envolvem mudança acionária.

PUBLICIDADE

Todo fato que possa influenciar o mercado de capitais tem que obrigatoriamente ser comunicado à CVM e publicado. E não pode, em hipótese nenhuma, ser vazado. Tanto que Azevedo não diz na mensagem do que se tratava. A advogada do ex-ministro Paulo Bernardo rechaçou qualquer influência de Azevedo na Anatel.

Anterior TIM lança decoder Android, na Itália
Próximos Quantum anuncia nova linha de smartphones