Pesquisa mostra que 80% dos usuários corporativos não detectam golpes online


O relatório trimestral de ameaças, divulgado pela McAfee, identificou que 80% dos usuários corporativos ouvidos não conseguiram detectar um a cada sete e-mails de phishing. Além disso, os resultados mostraram que os departamentos financeiro e RH, que armazenam alguns dos dados corporativos mais sigilosos, tiveram o pior desempenho na detecção de golpes, ficando para trás em uma margem de 4% a 9%.

Desde a publicação do Relatório de ameaças do trimestre passado, o McAfee Labs coletou mais de 250 mil URLs de phishing, resultando em um total de quase um milhão de novos sites no último ano. Além do aumento no volume total, os ataques de phishing indetectáveis ficaram mais sofisticados. Os resultados mostraram que o phishing de campanha em massa e o spear phishing ainda predominam entre as estratégias de ataque usadas pelos criminosos virtuais ao redor do mundo. Enquanto isso, os Estados Unidos continuam hospedando mais URLs de phishing do que qualquer outro país.

O novo relatório da McAfee também revelou novas oportunidades de cibercrime desde a divulgação pública da vulnerabilidade Heartbleeed, uma vez que dados roubados de sites ainda vulneráveis estão sendo vendidos no mercado negro. Listas de sites não corrigidos têm rapidamente se tornado um sucesso entre os criminosos virtuais e há ferramentas prontamente disponíveis para plantar armadilhas nesses sites. Com essas ferramentas, é possível montar um sistema automatizado que ataca máquinas confirmadas como vulneráveis e extrai informações confidenciais.

PUBLICIDADE

A cada trimestre, a equipe de mais de 400 pesquisadores multidisciplinares do McAfee Labs em 30 países acompanha toda a gama de ameaças em tempo real, identificando vulnerabilidades de aplicativos, analisando e correlacionando riscos e possibilitando a correção instantânea para proteger as empresas e o público.(Com assessoria de imprensa)

Anterior Telecom vai repassar R$ 9,92 bilhões ao governo federal em 2015
Próximos IFA 2014: Microsoft anuncia três smartphones e atualiza o Windows Phone