PORTAL DE TELECOM, INTERNET E TIC

Fintechs DMI

PaySmart simplifica o pagamento por aproximação pelo celular

Tecnologia da paySmart se apresenta como alternativa às carteiras mundiais com bibliotecas fechadas e custos elevados para os emissores.
PaySmart simplifica o pagamento por aproximação pelo celular - Crédito: Divulgação
Daniel Oliveira, CEO da paySmart – Crédito: Divulgação

Os avanços tecnológicos e uma série de processos de descentralização dos serviços bancários fazem com que empresas sem qualquer relação com o meio financeiro comecem a oferecer produtos antes exclusivos de bancos e, posteriormente, de fintechs.

Hoje, por exemplo, o pagamento por aproximação, que utiliza a tecnologia NFC, é a inovação que mais cresce no mercado de meios de pagamento e é o mais recente produto oferecido pela paySmart, uma fintech que permite que outras empresas forneçam produtos financeiros, atuando como processadora de pagamentos.

“Hoje somos uma empresa em que o nosso principal produto é uma plataforma de processamento de pagamentos. Nela, trabalhamos com clientes que possuem sua própria bandeira de cartão, até clientes que utilizam bandeiras tradicionais do mercado. Com isso, possibilitamos a criação de produtos bancários como tokens digitais, sistemas de segurança e diversas formas de pagamento”, afirma Daniel Oliveira, CEO da paySmart.

Com cerca 80 clientes e mais de 30 milhões de pessoas atendidas com sua tecnologia, a paySmart possui em seu catálogo de clientes empresas como Ifood, Livello e Elo. E a tecnologia NFC, Near Field Communication (Comunicação de Campo Próximo), ganhou destaque no mercado, especialmente no ramo dos cartões.

O NFC consiste em uma tecnologia de ondas, assim como Wi-Fi e Bluetooth, que trabalha em uma pequena área, sendo utilizada para os pagamentos por aproximação. Segundo a Abecs (Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços), o pagamento por aproximação apresenta crescimento exponencial, com alta 344,5% no primeiro semestre deste ano, movimentando R$ 235,5 bilhões. No período, foram mais de 4,6 bilhões de pagamentos por aproximação, um aumento de 350%.

Daniel destaca a simplicidade e personalização da tecnologia paySmart, além da vantagem de diminuir o impacto da escassez global de semicondutores, que vem interferindo no mercado de cartões desde o ano passado.

“Nos destacamos graças à personalização e segurança que fornecemos ao nosso cliente. Enquanto carteiras digitais como Apple Pay e Samsung Pay acabam por ser burocráticas para o cliente adicionar seu cartão, nós possibilitamos mais agilidade, uma vez que utilizamos o próprio aplicativo do empreendedor, o que dá mais segurança, já que o controle é único e total da empresa, sem passar por gigantes da tecnologia, e personalizado, uma vez que na tela durante a realização do pagamento podem ser adicionadas informações do varejista”, completa Daniel Oliveira.

Para atender a uma parcela de consumidores que utilizam cartões de benefício, como vale alimentação e refeição, o ifood buscou as soluções da paySmart. A carteira criada no aplicativo do Ifood, além de democratizar o acesso aos produtos oferecidos, possibilitou mais informações do perfil de compras dos clientes, abrangência e flexibilidade de cartões aceitos no app e máquinas de cartão.

 

Ettory Jacob é estagiário sob orientação do Digital Money Informe.

TEMAS RELACIONADOS

ARTIGOS SUGERIDOS



 

Chatbot com IA da Mundiale automatiza vendas dos ISPs em até 84%
ISPs ainda podem contar com envio automatizado de boleto com régua de cobrança para reduzir a inadimplência e com gerenciamento fim-a-fim.