PayJoy e SuperSim unem-se para dar crédito aos inadimplentes


A PayJoy em parceria com a SuperSim fecharam parceria para oferecer empréstimos pessoais para mais de 61 milhões de pessoas que têm o cadastro negativo, com dívidas não pagas.

O objetivo dessa parceria é oferecer um valor de empréstimo baixo, entre R﹩ 500,00 e R﹩ 2.500,00, para cobrir alguma despesa inesperada até que o fluxo de renda e despesas do cliente se regularize. Muitas vezes, inclusive, o crédito é a porta de entrada para a inclusão financeira da pessoa, uma vez que o histórico de crédito é retomado e o score pode aumentar à medida que os pagamentos sejam honrados.

PUBLICIDADE

Através de um acesso ao site da SuperSim, é possível escolher um valor e o número de parcelas para pagamento, que pode variar de 4 a 12 meses. Depois, o preenchimento dos dados obrigatórios confirma identidade e renda do cliente. Após as validações, o dinheiro poderá ser depositado na conta da pessoa em poucas horas.

Mas, qual é a garantia que a SuperSim terá para receber o pagamento do empréstimo? Neste momento é onde a tecnologia da PayJoy entra em cena. O recurso de bloqueio da PayJoy, permite que os celulares se tornem uma garantia para o empréstimo financeiro. “Com esta tecnologia, a SuperSim tem a segurança necessária sobre a efetivação do pagamentos e pode ampliar a sua base de clientes”, explica o cofundador e COO da PayJoy Gilberto Lopez.

Em caso de não pagamento das prestações, a SuperSim poderá limitar a utilização das funcionalidades dos aparelhos e seus aplicativos, que voltará a funcionar normalmente após o pagamento da parcela atrasada. “Como o celular é um aparelho extremamente útil no dia-a-dia das pessoas, é possível estender crédito a um público de risco mais alto mantendo as taxas de inadimplência em linha com as de um público de menor risco . Já que todo o processo é feito online, nós junto com a PayJoy, estamos oferecendo empréstimos pessoais em todo o Brasil”, explica o cofundador da SuperSim Antonio Brito.

Anterior Operadora de Hong Kong lançará primeiro satélite de órbita baixa em junho
Próximos Lei mineira isenta aluguel de poste para ISP na pandemia