Patrocinado pelo Instituto TIM, projeto de alunos brasileiros é levado ao espaço


Um grupo de alunos da Escola Regina Coeli, na cidade de Sorriso (MT) venceu o programa Garatéa-ISS, patrocinado pelo Instituto TIM. Os estudantes desenvolveram um teste para acompanhar a reação de um medicamento para intolerância à lactose. Como prêmio, tiveram seus experimentos levados ontem, 6, para a Estação Espacial Internacional (ISS).

O Garatéa-ISS promove a participação de estudantes brasileiros dos ensinos médio e fundamental no Student Spaceflight Experiments Program (SSEP), que embarca projetos e desenhos em foguetes da SpaceX. A NASA envia os experimentos selecionado à ISS para que sejam realizados no espaço sideral.

PUBLICIDADE

A ideia do programa é mostrar aos alunos como os experimentos que criaram se desenvolvem em um ambiente de microgravidade, muito usado para testes da indústria farmacêutica para pesquisa de medicamentos e testagem de materiais.

Ao todo, 285 escolas já participaram do Garatéa-ISS, com 171 projetos. A iniciativa foi desenvolvida por uma parceria da Universidade de São Paulo e Fundação de Apoio à Física e à Química. O programa já enviou dois projetos científicos de colégios brasileiros. O primeiro uma experiência com cimento e o segundo com filtro de barro.

“O lançamento de projetos no espaço é uma experiência que inspira, conecta e muda vidas, já que os ganhadores ficam em contato direto com  instituições como a Nasa, por exemplo”, comentou Lucas Fonseca, engenheiro espacial responsável pelo projeto Garatéa. (Com assessoria de imprensa)

Anterior Google lança Play Pass no Brasil
Próximos Detran do ES audita habilitação com analytics do SAS