Para TelComp, ainda falta transparência na aprovação da fusão.


Ainda falta transparência e consistência no processo de aprovação da anuência prévia para a fusão entre Oi e Brasil Telecom pela Anatel. Esta é a opinião do presidente-executivo da TelComp (Associação Brasileira das Prestadoras de Serviços de Telecomunicações Competitivas), Luis Cuza. “A posição que temos depois de ler o que existe de público em relação …

Ainda falta transparência e consistência no processo de aprovação da anuência prévia para a fusão entre Oi e Brasil Telecom pela Anatel. Esta é a opinião do presidente-executivo da TelComp (Associação Brasileira das Prestadoras de Serviços de Telecomunicações Competitivas), Luis Cuza. “A posição que temos depois de ler o que existe de público em relação à decisão da anuência prévia é que ainda falta transparência”, disse Cuza em entrevista ao Tele.Síntese. Segundo ele, a agência ainda precisa explicar quais foram as bases legais e os critérios objetivos usados para a decisão de ontem.

Cuza disse também que a entidade já vem solicitando à Anatel a documentação sobre o processo, mas que ainda não receberam “nada de concreto”. A entidade agora aguarda   a oficialização da aprovação para tomar novas iniciativas. “O próximo agora é esperar que a Anatel publique a decisão no Diário Oficial.”

PUBLICIDADE
Anterior Tele.Síntese Análise - 173
Próximos Para Merryl Lynch, contrapartidas à fusão não parecem difíceis.