Para Economia, OpenRAN e compartilhamento fomentarão mercado


Em live realizada hoje, 22, pelo Facebook, Gabriel Fiuza de Bragança, subsecretário de regulação e mercados do Ministério da Economia, defendeu soluções como OpenRAN, redes abertas e compartilhamento de infraestrutura como forma de ampliar o mercado de telecomunicações.

PUBLICIDADE

“O objetivo é de fato desenvolver a infraestrutura de telecomunicações do país. Na nossa visão o OpenRAN e as redes abertas são alternativas para fomentar a competição no mercado, porque em última instância reduz custos, aumenta eficiência e estimula a inovação, que no setor de telecomunicações é fundamental”, diz Bragança.

Ele prometeu para breve uma regulação que facilite o uso de postes no país, demanda antiga do setor. “Atuamos ativamente para tirar da prateleira a regulamentação da Lei da Antenas. Foi um primeiro ponto importante nessa discussão transversal de compartilhamento, mas não queremos parar por aqui. A questão dos postes é antiga e precisa ser enfrentada”, afirmou o secretário.

Anterior Franquia de internet por fibra da Vivo chega a Porangatu (GO)
Próximos O dilema dos fundos setoriais em Live Tele.Síntese no dia 26 de outubro