Para diretor da Telefónica, debate sobre neutralidade da rede está desfocado.


As operadoras de telecomunicação estão abertas para o debate sobre todos os temas ligados à internet, inclusive a neutralidade da rede, “mas o que nos preocupa é que as empresas que estão provocando esse debate o fazem em benefício próprio e não em prol dos usuários”.  A afirmação foi feita nesta quinta-feira (6) pelo diretor internacional da Telefónica, Carlos Blanco.

O executivo esteve no Ministério das Comunicações para levar o compromisso do setor empresarial para o sucesso da conferência que discutirá a governança da rede, em abril deste ano, em São Paulo. “Cremos que o evento é uma oportunidade porque a discussão sobre a governança da internet é um aspecto que nos afeta e aos nossos clientes”, disse.

Segundo Blanco, o debate atual sobre neutralidade da rede no Brasil, incluído no Marco Civil da Internet, está “desfocado”. O executivo lembrou que os usuários da rede nos países emergentes em poucos anos superarão os internautas dos Estados Unidos e Europa, o que demandará a ampliação da capacidade de transporte de dados. “E para isso, é preciso ter modelo de negócios que nos permita fazer investimentos”, disse.

PUBLICIDADE

Além disso, Blanco ressalta que a mobilidade já é o principal meio de acesso à rede e esse é o problema central das operadoras.

Anterior Receita com dados móveis no Brasil deve crescer 21% em 2014, projeta IDC
Próximos Conexões LTE serão 16% do total em 2018