Outubro registra o menor número de queixas de serviços de telecom de 2021


Outubro. Crédito: Freepik
Crédito: Freepik

O número de reclamações de usuários dos serviços de telecomunicações caiu 28,4% em outubro de 2021 na comparação com o mesmo período do ano passado, segundo dados da Anatel, chegando ao menor número de queixas de 2021. Em outubro de 2020, a agência havia registrado 240.430 reclamações, já em outubro deste ano elas caíram para 172.041.

A redução segue a tendência registrada nos últimos anos. O número de queixas de outubro de 2021 está 37,5% abaixo da média registrada no mesmo mês dos últimos cinco anos (2017 a 2021).“Desde abril [de 2021] registramos reduções de dois dígitos, acima de 20%, algo que nunca havia ocorrido antes”, disse o presidente executivo da Conexis Brasil Digital, Marcos Ferrari.

PUBLICIDADE

Para o representante do setor a queda decorre do investimento de R$ 30 milhões em infraestrutura das operadoras e do aperfeiçoamento de medidas que dão mais poder ao usuário, como o Não Me Perturbe. Esse mecanismo permite o boqueio de ligações de telemarketing das empresas de telecomunicações e de oferta de crédito consignado.

Na comparação com o mesmo mês de 2020, em setembro a queda no número de reclamações foi de 27,2%, em agosto de 26,4%, em julho de 37%, em junho de 30,9%, em maio, 28,4%.

Outras plataformas, como o Procon, também registraram queda nas reclamações. Em 2015, para cada 10 mil clientes de telecomunicações, 23 reclamaram. Já em 2020, para cada 10 mil clientes houve 13 reclamações.

Todos os principais serviços de telecomunicações apresentaram redução nas reclamações nos últimos 12 meses. A maior ocorreu na TV por assinatura, cujo índice caiu 49,4%, de 20.922 para 10.591. No serviço de internet banda larga fixa as reclamações caíram 32,7%, de 61.008 para 41.065. Por fim, na telefonia móvel, as reclamações caíram 18,9% em outubro em relação a outubro do ano passado, passando de 110.966 para 90.039. (Com assessoria de imprensa)

 

PUBLICIDADE
Anterior Operadoras comemoram decisão do STF na queda do ICMS
Próximos FCC aprova venda TracFone mediante condições para proteger consumidores