Otto Alencar, PSD, vai presidir CCT do Senado Federal


shutterstock_alphaspirit_internet_negocios_mercadp_concessionarias_banda_larga

Garantir que todas as escolas e universidades públicas tenham acesso à internet banda larga é uma das prioridades da Comissão de Ciência Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática (CCT) definida pelo novo presidente, senador Otto Alencar (PSD-BA), após ser eleito por aclamação nesta quarta-feira (15).

PUBLICIDADE

Segundo Otto, a CCT também buscará parcerias com os governos federal e estaduais para viabilizar a construção de centros de tecnologia nos estados nos moldes do Senai Cimatec de Salvador (BA).

– Temos não só que apreciar matérias importante nessa área, mas também buscar parcerias que podem colaborar para avançar no sentido de que a pesquisa, a invocação e a informática possam evoluir e chegar a todos os rincões do pais. É um momento importante dessa discussão sobre tecnologia pois ainda temos deficiências muito grandes em vários setores, como na telefonia móvel, na internet, na banda larga. No meu estado, quase nenhuma escola pública dispõe de banda larga – disse o novo presidente da CCT.

Vários senadores também afirmaram que o investimento em inovação e a expansão do acesso à banda larga estão entre os principais desafios do país.

– Temos discutido muito ao longo das reuniões da CCT sobre a necessidade de dar acesso à  banda larga a todos os brasileiros e, em especial, àqueles que estão nas regiões mais afastadas e menos desenvolvidas – acrescentou Flexa Ribeiro (PSDB-PA).

Também por aclamação, a CCT elegeu o senador Waldemir Moka (PMDB-MS) como vice-presidente. Flexa Ribeiro (PSDB-PA), Omar Aziz (PSD-AM), Hélio José (PMDB-DF), Cristovam Buarque (PPS-DF), João Alberto Souza (PMDB-MA) e Pedro Chaves (PSC-MS) parabenizaram os eleitos e desejaram sucesso ao longo do próximo biênio. (agência Senado). 

Anterior Fundo gerido pelo Safra aumenta participação na Oi
Próximos Projeto que proíbe franquia de internet na banda larga fixa é aprovado hoje pelo plenário do Senado