Orçamento de Temer tem corte de 12% em investimento para 2019


 

Com o teto dos gastos públicos, aprovados no governo Temer, que impede o crescimento de despesas pelos próximos 20 anos, a proposta orçamentária para 2019, enviada hoje, 31, para o Congresso Nacional, prevê uma redução de 12% nos investimentos da União, caindo de R$ 31,1 bilhões para R$ 27,4 bilhões. Em 2017, foram alocados recursos de R$ 33,1 bilhões para os investimentos.

Segundo o ministro do Planejamento, Esteves Colnago, o aumento de capital das estatais, previstos no orçamento – de R$ 4,7 bilhões para R$ 10, 1 bilhões compensaria o corte dos investimentos. Os gastos com a folha de pagamento dos funcionários públicos vai subir de R$ 302 bilhões para R$ 325 bilhões e os gastos com a previdência privada, de R$ 594 bilhões para R$ 637 bilhões. ( com agências). 

PUBLICIDADE
Anterior Decisão do governo favorece as compras públicas nacionais
Próximos Lei da neutralidade da rede avança na Califórnia