Operadoras desligam 1,49 milhão de linhas fixas em um ano


telefone-fixo-linha-fixa-concessao-foto-de-Aidan-cc-by-20

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) revelou hoje, 01, os dados de acessos em telefonia fixa de abril. Os indicadores mostram que houve uma queda de 3,49% na base de usuários fixos no país na comparação ano a ano, para 41,35 milhões . Isso representa o desligamento de 1,49 milhões de linhas. Em relação ao mês anterior, março, a queda foi de 0,36% (148,67 mil linhas).

Todo mundo perdeu clientes no período – das concessões às autorizadas. As concessionárias desligaram 3,75% de sua base em doze meses, ou 951,96 mil acessos. Terminaram abril com 24,43 milhões de clientes. Já as autorizadas desconectaram 3,11% das linhas, ou 542,53 mil. Encerram o mêm com base toal de 16,92 milhões de assinantes.

PUBLICIDADE

Concorrência
Os dados da Anatel mostram que o ritmo de encolhimento deste mercado está diminuiundo, mas ainda deve continuar ao longo dos próximos meses. Ainda assim, houve quem conseguisse ampliar sua base, graças à ofertas combinadas com serviços de TV, banda larga ou celular, ou, em casos como o da Algar, expansão no segmento corporativo.

A concessionária Oi apresentou queda de 697,10 mil linhas fixas (-4,76%) em doze meses, seguida pela Vivo (Telefônica) com menos 278,17 mil (-2,82%). As outras apresentaram aumento: Algar Telecom (CTBC Telecom) mais 17,31 mil (+ 2,39%), Sercomtel (Prefeitura de Londrina/Copel) aumento de 5,84 mil linhas (+ 3,43%). A Claro (Telecom Americas) com 152 novas linhas apresentou aumento de 9,39%.

Entre as autorizadas, a Claro apresentou queda de 458,80 mil linhas (-4,03%) entre abril de 2017 e abril de 2016, seguida pela TIM, menos 80,11 mil (-13,15%), Vivo, menos de 11,34 mil (-0,24%), e a Cabo, menos 335 linhas (-0.89%). As outras apresentaram crescimento, a Sercomtel expansão de 9,51 mil linhas fixas (+12,14%), a Algar aumento de 26,41 mil novas linhas (+10,57%) e a Oi ampliação de 8,78 mil linhas (+5,54%).

Na comparação de abril e março de 2017, a concessionária Oi apresentou queda de 57,96 mil linhas fixas (-0,41%) e a Vivo menos 19,03 mil linhas (-0,20%). A concessionária Algar Telecom registrou 3 mil novos terminais (+0,40%) e a Sercomtel e a Claro, números absolutos, ficaram em menos de uma centena de novas unidades.

Como autorizada, entre abril e março de 2017, a Claro registrou queda de 48,40 mil linhas (-0,44%). O maior crescimento ficou com a Algar Telecom com mais 16,40 mil linhas (+6,31%), seguida pela Oi, aumento de 6,39 mil (3,97%), pela TIM, expansão de 3,91 mil (+0,74%), e pela Vivo, mais 2,21 mil (0,05%).

Anterior Motorola lança Moto Z2 Play primeiro no Brasil
Próximos Vivendi assume o comando do conselho da Telecom Italia