Operadoras com poder de mercado terão que fazer oferta pública de link de internet


Foto para Marco Civil dimensão Terra

A oferta pública de links de internet terá que ser feita pelos operadores de telecom com Poder de Mercado Significativo (PMS), a exemplo do que ocorre hoje com a oferta da EILD (linha dedicada de banda larga).

Essa é uma das propostas do conselheiro Rodrigo Zerbone para o novo regulamento de interconexão de rede fixa, apresentada hoje, 3. Mas o conselheiro Igor de Freitas pediu vistas.

PUBLICIDADE

Zerbone disse que não é sua intenção regular o mercado de CDN ou o relacionamento entre as operadoras de telecom e as OTTs (provedores de conteúdo de internet como WhatsApp ou Google), pois, segundo ele, não há problemas no momento. Mas sugere que o regulamento use também o Marco Civil da Internet como referência , e não apenas a Lei Geral de Telecomunicações.

 

Anterior Anatel tende a regular apenas quatro grandes grupos e liberar todos os outros operadores de telecom
Próximos Receita mundial da Nokia cai 11% no segundo trimestre