Operadora cria plano para entregadores do iFood


Crédito: divulgação
Crédito: divulgação

O iFood se uniu à operadora virtual Supernova para a criação de um plano especial de vantagens para os entregadores. A iniciativa está inclusa no programa Delivery de Vantagens da empresa, e vai disponibilizar o uso ilimitado para Waze, WhatsApp, ligações e SMS aos entregadores que contratarem os planos.

A plataforma é gratuita e exclusiva para os entregadores do iFood.  Pelo conceito do projeto, o programa ajuda a economizar em diversos segmentos, como educação, redes varejistas, manutenção de motos, saúde, entre outros.

PUBLICIDADE

Por conta disso, o programa já tem mais de 20 parcerias, feitas com empresas como Suhai Seguros, Avus Saúde, Via Varejo (Casas Bahia, Extra.com e Ponto), Netshoes, Magalu e ConnectParts entre outras. Tudo pode ser acessado diretamente pela plataforma, no aplicativo do entregador.

Parceria com a Vivo

A Supernova é uma MVNO (Operadora de Telefonia Móvel Virtual) credenciada da Vivo, que usa sua rede e infraestrutura. Opera de forma totalmente digital, com “tecnologia e inovação para simplificar e oferecer o melhor em telefonia celular aos seus clientes”.

É uma mobiletech formada por gente com mais de 15 anos no mercado que conta, atualmente, com mais de 50 mil clientes, entre pessoas físicas e jurídicas. Entre as empresas que são ou já foram clientes estão Avon, KPMG, Itaú e Fiat. O objetivo da Supernova é, segundo a empresa, “revolucionar a experiência em telefonia celular, com o propósito de contribuir para um mundo mais humano e tecnológico”.

Investimento

O programa Delivery de Vantagens integra uma série de investimentos do iFood frente a seus entregadores. Em 2020, no início da pandemia, a empresa destinou R$ 25 milhões a iniciativas de suporte a entregadores.

Em agosto do mesmo ano, foi autorizado pela Anac a utilizar drones em suas operações de logística.

PUBLICIDADE
Anterior Governo altera metas da transformação digital em órgãos públicos
Próximos Reclamações de usuários de serviços de telecom caem em janeiro