Open Labs implementa solução para a Fibrasil, e reforça operações em fibra e 5G


João Pias, CEO da Open Labs - divulgação
João Pias, CEO da Open Labs – divulgação

A implementação do Nossis One (Full Stack OSS) na FiBrasil dá início a uma nova fase da Open Labs. Para 2022, a empresa de inovação tecnológica, que integra o Grupo Altice Labs, de Portugal, adotou como estratégia reforçar e posicionar seus produtos nas áreas de OSS, BSS e TV OTT, com destaque para as operações de fibra neutra e redes 5G, no mercado Latam.

Com isto, a previsão de crescimento de receita para este ano é superior a 20%. A Open Labs encerrou 2021 com um crescimento de receita superior a 26%.

PUBLICIDADE

No ano passado, a companhia entregou a implementação do Nossis One (Full Stack OSS) na FiBrasil, empresa – criada pela Telefônica Vivo – que colocou o foco em mercados fora de São Paulo. A solução inclui serviços como Inventário, “Assurance” e “Fulfillment”, em cloud.

Outro serviço foi a adoção, pela TIM, de uma solução digital de URA da Open Labs, no início de 2022.

A empresa também realizou lançamentos importantes com foco no modelo SaaS, como Solução IoT Connect para gestão da conectividade M2M/IoT; NADM – ferramenta para gerenciamento de equipamentos de rede presentes nas casas dos clientes (CPE); e Suíte de Marketing Digital e Cognitiva, para fornecimento de estratégias D2C, “direct to consumer”.

Foco

“Nosso foco é disponibilizar soluções com evoluções contínuas e inovadoras, de acordo com as especificidades dos mercados locais”, diz João Pias, CEO da Open Labs.

Atualmente, a Open Labs conta com duas unidades de desenvolvimento de software: uma em São Paulo, outra no Rio de Janeiro. (Com assessoria de imprensa)

PUBLICIDADE
Anterior Primeira reunião do Conselho do Fust será no segundo semestre
Próximos Telefônica vai distribuir R$ 5,85 bilhões em juros e dividendos até outubro