Olimpíadas: Oi cria sala de monitoramento


shutterstock_ jukurae_telefonia_movel_infraestrutura_telecom_antena_torre_celularA exemplo de outras celulares que anunciaram medidas de reforço das redes móveis para as Olimpíadas, a Oi ativou hoje uma sala de monitoramento que vai funcionar 24 horas por dia durante os sete dias da semana garantir o bom funcionamento da infraestrutura de suporte a telefonia móvel, rede Oi WiFi, banda larga, Oi TV e telefonia fixa. Além disso, instalou novas antenas e ampliou a capacidade de cobertura das estações radiobase existentes para que seus clientes tenham boa comunicação em redes 3G e 4G em qualquer local da competição.

A Oi acumula vasta experiência de atuação em eventos de grande porte, como Copa do Mundo 2014, Copa das Confederações 2013, Rock in Rio, Jornada mundial da Juventude, Conferência Rio+20 e Jogos Panamericanos de 2007. “Essa experiência que acumulamos garante à Oi um diferencial no atendimento que será feito a todas as localidades de competição nas Olimpíadas. Estamos preparados para garantir qualidade a todos os clientes, incluindo os visitantes que vierem para os jogos, os clientes que moram na cidade e os clientes corporativos”, afirma José Claudio Moreira Gonçalves, diretor de Operações da Oi. “A Copa do Mundo de 2014, que teve patrocínio e fornecimento de serviços de telecom da Oi, foi a mais conectada da história, com recorde de dados trafegados pela rede do evento. Agora vamos repetir o sucesso da nossa operação”, acrescenta ele.

Do total de estações que vão atender a demanda das Olimpíadas, quase metade recebeu sites novos, que vão ficar como um legado para a cidade. A ampliação da cobertura móvel, com sites definitivos e outros provisórios, foi realizada em todos os quatro clusters das Olimpíadas e em áreas como aeroportos e rodoviária. Além desse reforço e da instalação da sala de monitoramento especial de rede (que tem interface direta com as diretorias B2B, TI e Relacionamento com Cliente), a Oi adotou outras iniciativas considerando as restrições de circulação na cidade durante os jogos. (Assessoria de Imprensa)

PUBLICIDADE
Anterior Prefeitura do Rio fará "mapa de deslocamentos" com big data da TIM
Próximos Sucesso no primeiro voo teste do Aquila