Oi volta a ter direito de voto na Pharol


A Pharol, sócia da Oi que mantém a disputa pelo controle, divulgou hoje, 23, comunicado em Portugal informando que a justiça resgatou o direito de voto da operadora brasileira e cancelou a indicação dos novos membros do conselho diretor que haviam sido escolhidos em assembleia do dia 25 de maio deste ano.

PUBLICIDADE

Conforme o comunicado, com a decisão do Tribunal de Comércio de Lisboa, passam a integrar o conselho de Administração da empresa os representantes do conselho anterior, que eram os mesmos nomes, à exceção do representante da Oi, que agora vai exercer seu direito de voto.

O conselho da Pharol continua a ser presidido por Luis Palha da Silva, que já foi integrante do conselho da Oi.

 

PUBLICIDADE
Anterior Google acusado de apagar app dos smartphones de portugueses
Próximos Qualcomm se alia a Samsung para desenvolver small cell 5G