Oi vai lançar serviço de TV paga via satélite


O conselho diretor da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) aprovou hoje a licença para que a Oi explore serviço de TV por assinatura via satélite (DTH) para todo o país. Desde 2006, quando adquiriu por leilão a Way TV, a Oi oferece serviço de TV por assinatura em quatro cidades de Minas Gerais (Belo Horizonte, …

O conselho diretor da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) aprovou hoje a licença para que a Oi explore serviço de TV por assinatura via satélite (DTH) para todo o país. Desde 2006, quando adquiriu por leilão a Way TV, a Oi oferece serviço de TV por assinatura em quatro cidades de Minas Gerais (Belo Horizonte, Ubetrlândia, Poços de Caldas e Barbacena), por meio de uma rede de cabos.

A aprovação da licença de DTH para Oi não incluiu restrições ou contrapartidas. Isto porque a operadora assumiu o compromisso voluntário de carregar quatro canais gratuitamente – TV Câmara, TV Senado, TV Justiça e outro do Ministério da Saúde – além da distribuição de dois mil kits, compostos de receptor, antena e aparelho de televisão, para instituições ligadas ao Sistema de Saúde, que serão selecionados pelo ministério. A licença custará R$ 470 mil à Oi.

A Oi é a terceira concessionária a pedir licença de DTH. A primeira, foi a Telefônica, que no entanto, só presta o serviço no estado de São Paulo. A segunda, a Embratel, que já teve sua licença concedida pela agência, e que promete lançar o serviço no final deste ano. As duas empresas, para terem a sua licença autorizada tiveram que, "expontaneamente" oferecer alguns novos serviços ao Estado. As duas se comprometeram a levar para duas mil escolas brasileiras o sinais do serviço, além de doar os kits para a recepção dos sinais. A oferta foi "expontânea" porque o DTH é um serviço privado e a Anatel não poderia exigir contrapartidas à outorga da licença.

PUBLICIDADE

Reajuste adiado

O reajuste da Embratel para LDN e LDI, outro assunto da pauta, ficou para a próxima reunião, devido a pedido de vista da nova conselheira, Emília Ribeiro. A Anatel não divulgou o reajuste pedido.

A Embratel é única empresa de telefonia fixa que ainda não reajustou suas tarifas. Em 21 de julho, a Anatel homologou o reajuste de 2,76% para a Oi e de 3,01% para as demais operadoras (Telefônica, Brasil Telecom, CTBC e Sercomtel).

Anterior Telemar lança OPA para Amazônia Celular
Próximos Juniper lança Arquitetura de Serviços Dinâmicos