Oi testa 5G durante o Rock in Rio


A Oi está realizando testes com rede móvel de quinta geração (5G) durante o Rock in Rio. Além disso, a empresa implementou uma rede WiFi gratuita para todo o público que passar pelo local dos shows, a Cidade do Rock. A 5G será usada pela equipe de conteúdo do evento para a cobertura em suas redes sociais, com lives diárias e postagens sobre os bastidores do festival de música.

“Teremos ali um aprendizado, com os insumos que já obtivemos nos testes com 5G realizados em Búzios (março), Rio2C (abril) e na Game XP (julho). Vamos mostrar o que é a experiência 5G e teremos vários aparelhos conectados por essa rede que opera com alta velocidade e baixíssima latência”, diz José Claudio Moreira Gonçalves, diretor de Operações da Oi. Em todos os casos, o fornecedor dos equipamentos de quinta geração foi a Huawei.

PUBLICIDADE

A operação da Oi no evento envolve mais de 550 pontos de acesso WiFi e 56 quilômetros de fibra ótica, para atender 345 mil m² do evento – quase a totalidade do parque. Para manter a alta conectividade do local e a disponibilidade de todos os serviços (Internet, Oi WiFi e celular), foram instaladas também sete antenas para reforço da cobertura móvel 3G e 4G.

O som dos palcos Mundo e Sunset será transmitido pela fibra da Oi, assegurando a amplificação dos shows para toda a Cidade do Rock com baixíssima latência, o que elimina a possibilidade de delay entre a imagem do artista no telão e o som que chega nas caixas que estiverem distantes do palco. O sistema de iluminação dos dois palcos também utilizará a fibra da Oi.

Responsável por fornecer toda a infraestrutura de internet e conectividade do Rock in Rio 2019, a Oi está fornecendo links de dados de altíssima capacidade, totalizando 30 GB para garantir a conexão do evento. A companhia montou um NOC (Network Operation Center), que vai controlar toda a operação na Cidade do Rock. Outros três centros de apoio técnico darão suporte de campo para a operação do evento. (Com assessoria de imprensa)

Anterior Estados apresentam projetos de CT&I no INOVATic Nordeste
Próximos A prevenção aos ataques cibernéticos deve ser planejada em qualquer projeto, alerta Embratel