Oi terá plataforma de crédito para Pequenas e Médias Empresas


Raffael Malta, Head de Ecossistemas e Verticais da Oi - Crédito: TV.Síntese. PMEs
Raffael Malta, Head de Ecossistemas e Verticais da Oi – Crédito: TV.Síntese

A Oi está desenvolvendo uma plataforma de serviços financeiros para Pequenas e Médias Empresas (PMEs), como parte de sua transformação de operador para empresa de serviços digitais, afirma o gerente de Inovação e Novos Negócios da Oi, Raffael Malta, em evento do Tele.Síntese. A empresa terá oferta de crédito, empréstimo, seguro financeiro em um ecossistema digital.

Com isso, a Oi passa a atuar formando uma ponte entre instituições financeiras parceiras com dinheiro para investir e as PMEs que precisam de crédito, explicou. Por enquanto, a empresa não divulga os nomes dos parceiros, mas a previsão é de que sejam divulgadas em dezembro, com o lançamento do produto final.

PUBLICIDADE

Atualmente, apenas PMEs pré-selecionadas pela Oi recebem a proposta de crédito. A oferta é realizada de forma ativa, ou seja, representantes da operadora buscam o cliente e recomendam o produto de crédito. O valor disponível para empréstimo depende da taxa de inadimplência do cliente e do volume de informações disponíveis sobre ele.

“A Oi está utilizando a figura do Oi Id, identificando o usuário não importa se é pessoa física ou jurídica. A gente tem diversos parâmetros de cada usuário e pode identificar quais são os melhores produtos e serviços que se adequam a ele. Tem a questão de crédito, de perfil de uso, de localidade, modo de atuação”, explica Malta.

Apesar das limitações de crédito para algumas empresas, o gerente diz que a vantagem do serviço é o casamento entre o acesso à bancarização e “boas taxas”. Essas porcentagens também são diferentes para cada cliente e variam conforme a pontuação da PME. A empresa tem 650 mil PMEs em sua base de clientes.

Expansão de serviço financeiros da Oi

Por enquanto, o serviço está disponível apenas para empresas, mas Malta conta que a ideia é que isso “transborde” para as pessoas físicas em novembro de 2021. O movimento em direção aos serviços financeiros na Oi é recente e teve início com o Oi Conta Zap, criado há seis meses para atender, principalmente, clientes pré-pagos.

A conta digital bancária, gerida por meio do aplicativo de mensagens WhatsApp, detém 500 mil clientes hoje. Nos próximos meses, a empresa continuará na estruturação do hub de serviços financeiros para PMEs.

Mesmo que o movimento seja recente, a Oi já tentou engrenar uma iniciativa similar que consistia em um serviço de cartão de crédito pelo celular Oi. No entanto, o Oi Paggo não obteve demanda suficiente.

“Foi a ideia certa no tempo errado”, justifica Raffael Malta. O executivo ressalta que agora há novos elementos: a digitalização e flexibilização dos produtos financeiros. “Antes, havia instituições muito tradicionais e pouco espaço para variação e, hoje, todo dia tem uma nova fintech surgindo.”

PUBLICIDADE
Anterior É hora de sintonizar com o futuro
Próximos Unifique compra a operação da Click SBS, de Santa Catarina