Oi se reposiciona no mercado de PMEs


Maurício Vergani, diretor de negócios B2B da Oi apresenta os novos planos para PMEs
Maurício Vergani, diretor de negócios B2B da Oi apresenta os novos planos para PMEs

A operadora Oi lançou nesta quarta-feira, 02, novos planos para o mercado de pequenas e médias empresas (PMEs). A intenção é estender ao segmento os lançamentos que antecipam a redução das tarifas de interconexão (VU-M) das redes brasileiras.

Como fez nas ofertas para pessoa física, a companhia simplificou os planos, a fatura e acrescentou ofertas agressivas de voz e de dados móveis. Também criou uma plataforma digital de atendimento, que será a principal ferramenta de relacionamento com os micro e pequenos empresários. Batizado de Oi Mais Empresas, o reposicionamento tem duas opções de planos de telefonia fixa, duas em telefonia móvel, e cinco velocidades de banda larga fixa.

Segundo Maurício Vergani, diretor de negócios do B2B da operadora, o volume de ligações oferecidos (10 mil minutos) chega a se 10 vezes maior que a média do consumo das PMEs atualmente na carteira de clientes da concessionária. O mesmo vale para a telefonia móvel, que oferece mesmo tempo de ligações, mas amplia a oferta de oferta de dados alcançando 5 GB de internet.

PUBLICIDADE

Atualmente, a Oi tem market share de 16% no segmento, com pouco mais de 1 milhão de clientes em carteira – o que a coloca atrás de Vivo, Claro e TIM. As PMEs são responsáveis por quase 10% da receita da tele, que no terceiro trimestre foi de R$ 6,8 bilhões. De acordo com o executivo, as novas ofertas não poderiam ser lançadas no mercado pelos concorrentes. “Como ainda temos a menor fatia, podemos ousar mais”, falou, em evento a jornalistas feito hoje, 02, em São Paulo.

Relacionamento pelo celular
Junto com os novos preços, a operadora reviu também a forma de se relacionar com os micro e pequenos empresários. A maior reclamação dessa clientela era o tempo necessário para obter atendimento no call center ou em lojas, e o trabalho necessário para conseguir renegociar prazos, preços ou cobrar reparos. “Vimos que 48% dos clientes do call center têm dúvidas apenas em relação às contas”, diz Vergani.

Diante dessas informações, a operadora simplificou a conta, que passou a reunir as informações  de todas as linhas telefônicas do empresário com o custo expresso em uma única linha da fatura. Para reduzir o contato das pequenas empresas com com o call center, a Oi criou uma plataforma digital. O aplicativo, desenvolvido pela empresa Mobicare, do Rio de Janeiro, funciona como canal de relacionamento com o cliente. O programa, que deverá ser baixado em celulares Windows, iOS e Android, permite o registro de ocorrências e acompanhamento da solução de problemas. É possível tirar uma segunda via da conta em menos de um minuto usando o app e até solicitar a renegociação de parcelamentos.

A operadora fará um trabalho ativo para incentivar a migração dos atuais clientes para os novos planos, mesmo quando isso representar redução do valor cobrado, garante o executivo. Mas a expectativa maior é que a oferta  aumente a procura e a Oi consiga ganhar market share.

“Em 2015, nossas vendas para o segmento ficaram estáveis. Em 2016, queremos vender 50% mais que neste ano”, afirma. Para isso, ele espera que os planos elevem o churn das concorrentes e amplie a entrada de PMEs que solicitaram portabilidade numérica. O maior crescimento, acredita, virá do Nordeste. Tanto que a equipe de 500 pessoas dedicadas aos atendimentos solicitados pelo app ficará baseada em Salvador (BA).

Os planos
O plano Mais Fixo Básico entrega 10.000 minutos em chamadas para qualquer fixo (local) por R$ 49,90 por mês. As ligações excedentes à franquia para celulares ou ligações de Longa Distância Nacional e Internacional (DDD ou DDI) são realizadas somente mediante recargas opcionais nos valores R$ 5, R$ 10 e R$ 15, válidas por 6 meses. Os benefícios de minutos não são acumulados para o próximo mês.

O plano Mais Fixo Avançado também garante 10.000 minutos para qualquer Fixo em todo o Brasil e mais 400 minutos para ligar para celulares de qualquer operadora em todo o Brasil por R$ 94,90 por mês. As chamadas de Longa Distância Internacional são bloqueadas.

No Oi Mais Celular há 10 mil minutos para celulares Oi e fixo de qualquer operadora (local e DDD), 450 minutos para celulares de outras operadoras (local e DDD), até 3.000 torpedos e 5GB de internet 4G por R$ 89 por mês por linha individual.

O plano Mais Celular Avançado dá 10 mil minutos para celulares Oi e fixo de qualquer operadora (local e DDD), 750 minutos para celulares de outras operadoras (local e DDD), até 3.000 torpedos e 15GB de internet 4G por R$ 129 por mês por linha individual.

Na banda larga fixa, as ofertas são de velocidades de 2, 10, 15, 25 ou 35 Mbps, com preço variando de R$ 49,90 a R$ 99,90.

Anterior Volvo Bus e Ericsson lançam plataforma ITS4Mobility para a América Latina
Próximos Comissão do Congresso decide diminuir imposto de smartphone a partir de 2017