Oi questiona vazamento de informações sobre sua reestruturação financeira


Logo OiA Oi divulgou hoje á noite, 15, um comunicado no qual questiona as informações divulgadas em matéria do Valor Econômico na qual é informado que o ex-presidente da companhia, Bayard Gontijo, vinha trabalhando uma reestruturação com foco nos credores internacionais de mercado, que respondem por US$ 34 bilhões dos vencimentos da empresa, 70% do total. O jornal informa, inclusive, as formas como esses valores seriam renegociados. Segundo a operadora, essas informações não foram identificadas em seu sistema de divulgação para o mercado, uma obrigação regulamentar. “Ressaltamos a obrigação, disposta no parágrafo único do art. 4º da Instrução CVM nº 358/02, de inquirir os administradores e acionistas controladores da companhia, com o objetivo de averiguar se estes teriam conhecimento de informações que deveriam ser divulgadas ao mercado”.
Segundo a empresa, como já divulgado por meio dos fatos relevantes, a administração da Oi vem tendo conversas com um grupo de credores, tendo por objetivo a renegociação consensual das dívidas financeiras da Oi e de suas controladas. Ao longo destas conversas, as partes têm discutido e trocado propostas relativas aos eventuais termos de uma reestruturação de dívida, nas quais determinadas das condições referidas na notícia podem ter sido discutidas.

“Todavia, a Oi esclarece que não há, até o momento, qualquer formalização ou definição de nenhuma das partes sobre um acordo com relação aos termos de uma eventual reestruturação da dívida, a qual, além disso, estaria sujeita à concordância de outros credores com que a Oi também vem conversando”, ressaltou a empresa.

PUBLICIDADE

A empresa reitera que até que se chegue a um acordo, “qualquer divulgação sobre o teor ou o suposto teor dessas conversas não passa de especulação”.

PUBLICIDADE
Anterior Anatel lança consulta pública sobre possíveis efeitos da radiação restrita nas pessoas
Próximos Superintendência do Cade aprova ran sharing entre Vivo e Nextel