Oi quer disputar mercado paulista com fibra óptica


Somando atualmente 8 milhões de home passed em todo o Brasil, a Oi pretende chegar com o serviço a São Paulo, estado que é atendido por Vivo, Claro, TIM e provedores regionais. Bernardo Winik, vice-presidente de clientes da Oi, disse hoje, 20, que há planos concretos de levar o Oi Fibra a São Paulo, e não há nenhum impedimento no plano de reestruturação da companhia.

“Vale lembrar que já temos uma grande infraestrutura em São Paulo, para atender os clientes corporativos da companhia. Nada impede que utilizemos essa infraestrutura para atender os clientes tanto residencial quanto empresarial”, diz Winik.

PUBLICIDADE

Ele fez o comentário em coletiva de imprensa na qual anunciou o lançamento de novos produtos e serviços, como marketplaces e streaming de vídeo e canais de TV fechada. As novidades, inclusive a previsão de chegada a São Paulo, fazem parte do turnaround do grupo, que passa por recuperação judicial, pretende vender sua unidade celular, e focar exclusivamente em serviços fixos.

Roberto Guenzburguer destaca que a empresa tem 400 mil km de fibra e que está sozinha em mais de 2 mil municípios. Ele diz que a empresa teve uma prova de fogo durante a pandemia com a febre de lives que afetaram algumas empresas. “A Oi não teve nenhum problema”, afirmou Guenzburguer.

Anterior Carlos Baigorri é aprovado pelo Senado para a Anatel
Próximos Móvel puxa crescimento das receitas da Claro, que faturou R$ 9,85 bilhões no 3º tri