Oi lança planos pré e controle com voz ilimitada para todas operadoras do país


celulares aplicações mercado aparelhos base

A Oi lançou hoje, 10, ofertas dos planos pré-pago e controle com minutos de voz ilimitados para móvel e fixo de qualquer operadora do país. A partir de agora, as ofertas com minutos de voz ilimitados estão disponíveis em todo o portfólio: no Oi Livre (pré), Oi Mais Controle (controle), Oi Mais (pós) e Oi Total (combo).

“Este ano, a Oi inovou nos segmentos pré e controle com o lançamento de ofertas em que o cliente pode trocar sua franquia de voz por dados e vice-versa no celular por meio do aplicativo de relacionamento Minha Oi . Agora, com o lançamento das ofertas com minutos de voz ilimitados a Oi completa o portfólio”, afirma Bernardo Winik, diretor de Varejo da Oi.

PUBLICIDADE

As ofertas com minutos de voz ilimitados dos planos pré, controle e pós estão disponíveis para qualquer cliente de todo o Brasil, independentemente de portabilidade, inclusive para atuais clientes da Oi que desejam fazer migração do plano.

Os planos

 

No caso do pré (Oi Livre, o cliente precisa recarregar R$ 20 e escolher o plano de 2,5 GB de franquia de dados válido por dez dias. Esse cliente poderá navegar livremente pelos apps Toca Aí, Oi Esportes e Oi Grastronomia.

No caso do Controle, são duas as opções. A que custa R$ 54,90 tem franquia de dados de 3 GB. A que custa R$ 84,90 tem 4 GB, ambas para serem usadas em um mês. Além do acesso aos mesmo apps do plano pré, tem ainda uso liberado do Oi cloud, de armazenamento de dados em nuvem.

No pós-pago, todas as opções ficam com chamadas ilimitadas, e as franquias variam de 4GB, 6BG, 10GB e 20GB. Os preços variam de R$ 84,90 a R$ 244,90. Também acessos os aplicativos disponíveis no pré e no controle. Mas entram ainda Oi Revistas, Livros Narrados, Coleção Oi (de filmes) e Vídeos Curtas. Também há o acesso gratuito por três meses ao Crackle. (Com assessoria de imprensa)

Anterior NEC fala em novas aquisições no mercado brasileiro em 2018
Próximos Governo vai liberar dinheiro para obras da Telebras