Oi conclui emissão de R$ 2,5 bi em debêntures


A Oi avisou na noite de ontem, 4, que concluiu a subscrição e a integralização da 1ª emissão de debêntures simples. A empresa iniciou a transação em dezembro passado, com o objetivo de levantar R$ 2,5 bilhões para reforçar o caixa e garantir o cumprimento do plano estratégico divulgado em julho de 2019.

As debêntures emitidas agora, aliás, não são conversíveis em ações, mas têm garantia real “e adicional fidejussória, para colocação privada, da sua controlada Oi Móvel”.

PUBLICIDADE

Conforme o comunicado, não houve qualquer oferta ou venda das debêntures nos Estados Unidos (onde a Oi negocia ações). A tele ressalta que os títulos não poderão, assim, ser ofertados ou vendidos no mercado americano de valores mobiliários.

O dinheiro se juntará aos montantes obtidos pela companhia com as recentes vendas de ativos. Na última semana, a Oi acertou sua saída do mercado africano, com a venda da Unitel para a petroleira angolana Sonangol, por US$ 1 bilhão.

O plano estratégico previa não apenas a venda da Unitel, como também de imóveis, data center, investimentos focados em banda larga e telefonia móvel até o final de 2021.

Ao final de novembro passado, a concessionária tinha pouco mais de R$ 2,2 bilhões em caixa – e pelos cálculos de analistas de mercado, precisaria de ao menos R$ 6,5 bilhões para levar a cabo seu plano estratégico até o final de 2021.

Anterior STJ suspende liminar e privatização da Copel Telecom será retomada
Próximos Mensagens sobre Coronavírus podem estar infectadas, alerta empresa