Oi compra 20% da energia da usina de biogás no Rio


Oi compra 20% da energia da usina de biogás no Rio
Nova usina de biogás que fornecerá energia à Oi

A Oi fechou acordo para compra de 20% da geração de usina de biogás em Seropédica, no Rio de Janeiro, construída pela EVA Energia,  que será inaugurada oficialmente em fevereiro. A empresa, que busca diversificar sua matriz de consumo, tem 50% de sua matriz energética proveniente de fontes renováveis. como biomassa, biogás, solar e hídrica. A meta é aumentar o uso dessas fontes para 80% até 2022 e 100% até 2025.

Conforme acordo firmado com a Eva, a  cada mês, a energia que a Oi vai receber da usina de biogás será injetada na rede da concessionária de energia que atende a companhia no município do Rio de Janeiro. Com isso, as 1.819 unidades da Oi atendidas pela concessionária terão desconto em fatura proporcional à quantidade de energia injetada pela usina. A estimativa é de que a planta gere uma economia mensal de 40% nas contas de luz, garantindo uma redução de custo da ordem de R$ 2,5 milhões ao ano.

PUBLICIDADE

A validade do contrato é de cinco anos, renováveis por igual período, prevê a entrega de 8,76 GWh/ano, energia suficiente para atender 6 mil domicílios. Com a aquisição, a Oi passa a contar com biogás entre as fontes renováveis que compõem sua matriz de energia, ao lado de biomassa, solar e hídrica.

Substituto dos combustíveis convencionais

A produção de energia a partir de resíduos biológicos tem se mostrado um bom substituto dos combustíveis convencionais por conta do potencial de redução dos gases de efeito estufa, a exemplo do metano e dióxido de carbono, e o reaproveitamento do substrato como fertilizante agrícola de alta qualidade.

Em setembro de 2021, a Oi anunciou que conectou mais duas usinas de energia solar na modalidade de Geração Distribuída nos estados do Mato Grosso e de Goiás. As plantas foram desenvolvidas exclusivamente para atender as necessidades da companhia, Com as novas fazendas solares, a Oi chega a sete unidades conectadas e segue seu plano estruturante de implementar 32 plantas de Geração Distribuída, o equivalente ao consumo anual de energia de mais de 86 mil domicílios, até o primeiro trimestre de 2022 com ganhos de R$ 68 milhões no próximo ano.

PUBLICIDADE
Anterior Mob Telecom lidera ranking de banda larga fixa de Sergipe
Próximos MP da Bahia aciona Claro, Oi, TIM e Vivo por compartilhamento de dados pessoais