O foco mundial é a massificação da banda larga


Adriana da Cunha – Diretora de Regulação da Oi. Dezenas de países têm políticas públicas de subsídio ao acesso à banda larga. No Brasil, é urgente usar os fundos setoriais, pois há muitos locais com demandas reprimidas por internet, que as operadoras privadas não conseguem chegar porque o dinheiro delas é finito.

“Há diferentes modelos. Nos Estados Unidos, por exemplo, é feito o subsídio direto às pessoas de baixa renda. Na Espanha, o governo criou programas de educação, esaúde. Aqui, precisamos fazer uso dos fundos que já existem para avançarmos”, afirmou Adriana.

PUBLICIDADE
Anterior Fundos Setoriais ajudam a resolver problemas de oferta e demanda por Internet
Próximos O Parlamento busca alternativas para incentivar a expansão