O aumento de imposto está chegando….Temem as teles


executivo empresas afundando crise disputa briga embate abandonado impostos sozinho

Os sinais não são nada bons. Mas o SinditeleBrasil já teme mais uma grande elevação de impostos sobre os serviços de telecomunicações. Pelo menos essa foi a principal preocupação externada hoje, 18, pelo presidente da entidade, Eduardo Levy, no seminário promovido pela Anatel para debater a construção de redes de banda larga.

“O problema mais grave e de maior ameaça é o aumento da carga tributária”, disse o executivo. Segundo ele, duas são as frentes de aumento de imposto que as empresas mais ouvem entre os representantes do Poder Executivo e do Congresso Nacional: aumento da alíquota do PIS Cofins, que hoje é de 3,65%; e cobrança de uma taxa adicional sobre os três serviços de mais fácil tributação no país: telecomunicações, energia e combustível.

PUBLICIDADE

Hoje, os jornais anunciaram que a minirreforma de Temer prevê aumento de PIS/Cofins de para 9,25% para empresas que faturam acima de R$ 4,8 milhões, o que inclui todas as empresas de telecom e de TI.

Levy disse que, atualmente, sem qualquer aumento de imposto, o usuário paga R$ 10 no pré-pago, e só recebe R$ 5,00 em seu celular pois a outra metade  imposto para a União, estados e municípios. ” De toda a riqueza gerada pelas telecomunicações, 91% são apropriados pelos juros, aluguéis, taxas e impostos”, reclamou ele.

Anterior Qualcomm e Vivo fazem parceria no refarming do 2G para 4G
Próximos Vivo lança solução IoT de economia de energia para empresas