Novo satélite da Claro será lançado dia 30


Star One D2 será colocado em órbita pela Arianespace, juntamente com o satélite Quantum, da Eutelsat. Artefato da Claro será usado para cobrir a América Latina com banda larga, para transmissão de TV paga e aberta, e atendimento a governos.

A Arianespace informou hoje, 20, que vai lançar em 30 de julho o satélite Star One D2. O artefato pertence à Embratel e será usado para a transmissão de canais de TV por assinatura. O lançamento será feito a partir do Centro Espacial da Guiana, localizado em Kourou, na Guiana Francesa. A janela de lançamento será entre 21h e 22h30 UTC, ou seja, por volta das 18h no horário de Brasília (DF).

PUBLICIDADE

A missão estava prevista para ocorrer em 27 de julho, mas foi adiada por três dias em função de atrasos na preparação. Além do Star One D2, a Arianespace transportará também o satélite Eutelsat Quantum. A Arianespace já lançou 11 satélites para a Embratel e 35 para a Eutelsat em sua história.

Além de transmitir sinal de TV em banda C, o Star One D2 também vai trabalhar com as bandas Ku, Ka e X. Será utilizado pelo grupo América Móvil, dono da Claro Brasil, para levar cobertura de banda larga aos países da América Central e da América do Sul. A banda X será destinada ao uso governamental em toda a região do Atlântico.

O satélite é construído sobre a plataforma classe 1300 da empresa norte-americana Maxar. Conforme as empresas, além da TV paga e da banda larga satelital, o D2 será usado também para conectar o backhaul de redes celulares, no fornecimento de dados, vídeo e internet para clientes corporativos e de governo.

Já o Quantum, da Eutelsat, é resultado de uma parceria público-privada entre a operadora, a Airbus e a Agência Espacial Europeia. Com design baseado em software, ele se ajusta às necessidades de transmissão em tempo real, tem uma antena receptora que se movimenta para manter o sinal sempre no ápice e emite oito feixes independentes em banda Ku que também podem ser movidos conforme a necessidade. O artefato será utilizado para fornecimento de conexão de dados a governos e serviços de mobilidade.

Para colocar esses dois grandes satélites geoestacionários em órbita, a Arianespace vai utilizar a nave Ariane 5, lançador de altas cargas desenvolvido pelo próprio grupo.  O lançamento será transmitido pelo canal da Arianespace no Youtube. (Com assessoria de imprensa)

Anterior Ufinet compra o controle da carioca NB Telecom
Próximos IHS Tecnologia identifica falha de segurança no WhatsApp Web