Novo presidente da CCTCI da Câmara defende reversão da liquidação do Ceitec


Milton Coelho é o novo presidente da CCTCI da Câmara Crédito: Agência Câmara
Milton Coelho é o novo presidente da CCTCI da Câmara Crédito: Agência Câmara

O deputado Milton Coelho (PSB-PE) foi eleito, nesta quarta-feira, 27, o novo presidente da Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática (CCTCI) da Câmara dos Deputados. Ele assumiu já defendendo iniciativas contrárias às práticas do governo atual, como a reversão da liquidação do Ceitec, fabricante estatal de semicondutores.

A escolha de Coelho se deu por unanimidade, 24 votos. Ele substitui o deputado Aliel Machado (PV-PR) no cargo. O primeiro vice-presidente da comissão é o deputado Gustavo Fuet (PDT-PR).

PUBLICIDADE

Coelho disse que fará a primeira reunião do ano da CCTCI na próxima semana. A última vez que os parlamentares da comissão estiveram reunidos foi em dezembro do ano passado.

Afirmou também que uma das suas preocupações é estimular o financiamento às pesquisas, além de sensibilizar os parlamentares contra o fechamento do Ceitec.

Coelho exerce seu primeiro mandato na Câmara dos Deputados. Foi vice-prefeito do Recife, secretário de Governo e de Administração do Pernambuco. Foi secretário nacional de Inclusão Social do Ministério da Ciência e Tecnologia.

A Comissão de Ciência e Tecnologia debate e vota os seguintes temas:

  • desenvolvimento científico e tecnológico; política nacional de ciência e tecnologia e organização institucional do setor; acordos de cooperação com outros países e organismos internacionais;
  • sistema estatístico, cartográfico e demográfico nacional;
  • os meios de comunicação social e a liberdade de imprensa;
  • a produção e a programação das emissoras de rádio e televisão;
  • assuntos relativos a comunicações, telecomunicações, informática, telemática e robótica em geral;
  • indústrias de computação e seus aspectos estratégicos;
  • serviços postais, telegráficos, telefônicos, de telex, de radiodifusão e de transmissão de dados;
  • outorga e renovação da exploração de serviços de radiodifusão sonora e de sons e imagens;
  • política nacional de informática e automação e de telecomunicações;
  • regime jurídico das telecomunicações e informática.

(Com informações da Agência Câmara)

PUBLICIDADE
Anterior Brasil precisa criar zona de exportação especial para semicondutores, diz chanceler
Próximos Ellalink, Globenet e Sparkle anunciam novidades