Nova rota reduz a latência da conexão Peru-Brasil em 30%


A operadora holandesa IPTP Networks começou a oferecer a seus clientes uma nova rota de conexão entre Peru, Bolívia e Brasil, em parceria com a Equinix, empresa de data centers e interconexão. O novo serviço tem latência 30% menor que as demais rotas disponíveis que interconectam estes países, afirmam.

A razão para a latência menor é a distância percorrida, que é mais curta: a rota parte de Lima, no Peru, passando por La Paz, na Bolívia, e chegando ao data center International Business Exchange (IBX) SP3 da Equinix em São Paulo. São 4,3 mil Km. O novo caminho permite a troca de tráfego entre Peru e Brasil em apenas 29 ms (milissegundos), alega a IPTP.

PUBLICIDADE

A demanda por interconexão mantém trajetória de alta na América Latina. A região irá registrar o maior crescimento da velocidade de interconexão (conectividade privada para a transferência de dados entre organizações) no mundo entre 2019 e 2023, alcançando uma taxa composta de 50%, de acordo com o Global Interconnection Index (GXI) Volume 4, estudo de mercado anual publicado pela própria Equinix.

Os provedores de serviços digitais — em áreas como telecomunicações, serviços de cloud e TI, conteúdo e mídia digital e provedores de tecnologia — devem aumentar em cinco vezes a velocidade de interconexão até 2023 no mundo, impulsionados pela pressão das empresas por menos lacunas digitais na borda da rede, o ponto mais próximo dos usuários. (Com assessoria de imprensa)

Anterior Solis: IoT demanda energia e dados em um único cabo
Próximos Caixa da Oi encolheu R$ 284 milhões em setembro