Nokia vai usar processadores da AMD em equipamentos de rede 5G


Nokia vai usar processadores da AMD em equipamentos de rede 5G
Crédito: Freepik

A Nokia fechou contrato de fornecimento de componentes com a AMD e já está fabricando equipamentos de rede 5G equipados com os processadores de nova geração EPYC. Os chips estão sendo instalados nos servidores que fornecem os produtos de software para núcleo de rede nativo em nuvem.

Segundo a empresa, a escolha se deve à eficiência energética dos processadores da AMD. Com o novo fornecedor, a Nokia prevê uma redução de 40% no consumo de energia do servidor para operar redes Core.

PUBLICIDADE

Os equipamentos chegam ao mercado já neste semestre. O contrato, no entanto, não é de exclusividade. Os servidores que fornecem software Nokia Core alimentado por outros chips continuarão disponíveis. A companhia já tem contrato também com a Intel.

O foco em redução do consumo energético tem movimentado fabricantes e operadoras. As razões são evidentes. Conforme levantamento da própria Nokia, 80% da energia consumida por uma empresa de telefonia celular é para manter no ar as estações radiobase. E o consumo elétrico das teles aumenta entre 10% a 30% ao ano.

Não por acaso, Algar, Claro, TIM e Vivo têm investido na aquisição de energia no mercado livre brasileiro e de fontes renováveis. Todas as empresas fecharam contratos nos últimos três anos para a construção de usinas eólicas, solares ou de biogás. Tais unidades de geração distribuída de energia já fornecem para as estações radiobase das companhias. (Com assessoria de imprensa)

PUBLICIDADE
Anterior CEO da Telefónica vai presidir conselho da GSMA
Próximos Mercado de telecom muda nas dez maiores capitais do país