Nokia mantém prejuízo no primeiro trimestre


O CEO da Nokia, Rajeev Suri (Foto: Divulgação)
O CEO da Nokia, Rajeev Suri (Foto: Divulgação)

A fabricante de equipamentos para infraestrutura de telecomunicações Nokia divulgou hoje, 27, seu balanço financeiro para o primeiro trimestre do ano. A companhia apresentou prejuízo de € 435 milhões. Apesar de vermelho, o número representa melhora em relação ao mesmo trimestre de 2016, quando as perdas somaram € 712 milhões. A receita da empresa neste ano encolheu 2%, para € 5,37 bilhões.

A divisão de redes da companhia faturou € 4,9 bilhões, 6% menos que um ano antes. O motivo teria sido o ganho acima da média para o período em 2016. “As redes fixas tiveram um excelente desempenho em 2016, quando vários contratos foram finalizados”, explicou o CEO Rajev Suri (foto). Agora, segundo, há um retorno aos valores tradicionais de começo de ano.

A empresa registrou queda nas vendas de produtos para redes IP e ópticas, redes fixas, e vendas estáveis em redes móveis. Diz que o segmento de acesso fixo foi o que mais encolheu no período. Em compensação, cresceram as vendas de small cells.

A empresa reforça que mantém a previsão de cortar gastos no total de € 1,2 bilhão até o final de 2018. Até o momento, conseguiu reduzir os custos em € 550 milhões, com previsão de cortar mais € 250 milhões este ano, e € 400 milhões no próximo. Estima, ainda, que o ano registre retração no segmento de redes, de no máximo um dígito.

Anterior Brasil ativa 4,7 milhões de acessos 4G em março
Próximos Operadoras acreditam em atendimento normal nesta sexta-feira