Nokia focará 5G no curto prazo para recuperar mercado


A Nokia anunciou hoje, 16, mais detalhes de seu plano de reestruturação, iniciado em 29 de outubro. A partir de janeiro, a empresa focará em 5G, serviços de nuvem, redes críticas e patentes. A finlandesa já declarou que pretende liderar em todos os segmentos em que pretende operar.

PUBLICIDADE

De acordo com os  planos, a unidade de telefonia móvel priorizará desenvolvimento e vendas de sistemas 5G a fim de recuperar mercado perdido para Huawei e Ericsson. Isso será feito usando-se padrões abertos (OpenRAN e vRAN). Também vai mirar as vendas para verticais, em redes privadas sem fio. A unidade apresentará uma margem de operação estável em 2021, sem crescimento ou queda, mas com um melhora “significativa” no longo prazo.

No longo prazo, a empresa vai apostar no desenvolvimento de serviços em nuvem tecnologia e serviços de rede, além da obtenção de patentes essenciais para o setor. “O investimento de longo prazo em pesquisa e inovação nos permite antecipar e capitalizar mudanças industriais”, comentou Pekka Lundmark, Presidente e CEO da Nokia. Detalhes sobre a terceira fase da reestruturação serão divulgados em 18 de março.

A empresa também afirmou que irá investir em redes críticas, por haver uma “evolução de mercado”. Ela deverá entregar esse tipo de tecnologia para provedores de conteúdo, empresas e redes em escala. Lundmark prevê que haverá um crescimento dessa tecnologia para enfrentamento dos “grandes problemas do mundo”, como questões ambientais e e escassez.

Anterior Para a TIM, leilão 5G deveria acontecer depois de aprovada a venda da Oi Móvel
Próximos Operadoras vão aderir ao PIX Cobrança, que dará lugar a boletos