Nokia entra na disputa pelo segmento super premium dos smartphones


nokia8-hmd-global

A HMD Global, detentora da marca Nokia para uso em celulares, anunciou hoje, 16, que laçará um top de linha em setembro. O Nokia 8, com foi batizado o aparelho, custará € 600 e rodará o sistema operacional Android Nougat 7.1.1.

O smartphone tem como grandes diferenciais as câmeras. Sobre as primeiras, traz na parte traseira duas câmeras, além da dianteira para selfies. Integrando tudo, um aplicativo que permite a captura de fotos “dual-sight” (foto abaixo) – que mesclam as imagens das câmeras dianteira e traseiras. O sistema ainda tem acesso rápido à gravação de vídeo ao vivo do Facebook Live e YouTube Live, e compatibilidade com a câmera Nokia OZO, capaz de fazer vídeo em 4K.

PUBLICIDADE

bang_cameras-dual_sight

As câmeras traseiras têm sensores coloridos e monocromáticos de 13 MP, com capacidade de filmar em 4K. A câmera dianteira tem também 13 MP de resolução, com lente grande angular. Em todos os casos, as lentes usadas são da fabricante alemã Zeiss. Mesmo a captura de som foi aperfeiçoada. O celular grava o áudio dos vídeos com noção espacial de 360º, graças à presença de um chip dedicado.

Características

O aparelho é construído em alumínio, tem tela de 5,3 polegadas IPS LCD, com vidro Gorilla Glass 5 e acabamento 2,5D (arredondado). Vem com 4GB de memória RAM, 64 GB de armazenamento, e processador Qualcomm Snapdragon 835 – com quatro núcleos de 2,5 GHz e quatro núcleos de 1,8 GHz). Um dos modelos, o azul brilhante, tem armazenamento de 128 GB.

O modem é um categoria 9 LTE, capaz de fazer downloads a 450 Mbps e uploads a 50 Mbps – onde houve rede móvel compatível. Tem entrada para fones de ouvido 3,5 mm, conector do tipo USB-C. Entrada para um SIM Card e outra polivalente, que aceita ou outro SIM Card ou um cartão de memória MicroSD. A bateria é de 3.090 mAh. Tem leitor biométrico e botões capacitivos tradicionais dos aparelhos com Android.

A empresa prevê lançar o aparelho inicialmente na Europa, e não dá previsão de chegada ao Brasil. O modelo concorre com os smartphones iPhone 7, da Apple, Galaxy S8, da Samsung, LG G6, Oneplus 5, da Oneplus, Googl Pixel XL, entre outros modelos de fabricantes aisáticos, como OPPO, Xiaomi e Meizu.

Anterior TCU decide continuar na mediação da Oi, apesar de parecer contrário de sua área técnica
Próximos Governo pode escolher entre criar 21 mil empregos ou fechar 83 mil vagas no setor de TI, diz Brasscom