NII Holdings conclui venda da Nextel México


A NII Holdings, controladora da Nextel no Brasil, anunciou nesta quinta-feira (30) a conclusão da venda de sua operação no México. O negócio, fechado com a AT&T em janeiro, custou US$ 1,448 bilhão à norte-americana. O valor foi revisto para baixo após cálculos sobre a dívida da Nextel mexicana.

O valor já começou a ser usado para quitar dívidas da holding. Segundo a NII, US$ 350,5 milhões já foram destinados ao pagamento de empréstimos recentes, realizados em março. Outra parte do dinheiro deve ser investida no Brasil, na subsidiária local da Nextel. Mais uma parte será usada para pagamento de demais credores, conforme comanda o código de falência dos Estados Unidos. Nenhum montante foi especificado. A NII Holdings está em processo de recuperação judicial naquele país.

Apesar da conclusão da venda, o plano de reorganização da holding ainda está sujeito à aprovação dos credores nos Estados Unidos, e depende de aprovação da Justiça norte-americana. A venda para a AT&T jáo foi aprovada pela Justiça do país.

“Esta venda representa um passo importante para sair da recuperação judicial como uma companhia mais forte e saudável, posicionada para competir no mercado móvel brasileiro”, diz Steve Shindler, CEO da NII. Segundo ele, a venda melhora a liquidez da holding e permite aproveitar oportunidades no Brasil.

Para sanar os problemas de caixa, a companhia vem realizando diversas vendas. Nos últimos dois anos, vendeu operações no Peru, Chile e Argentina, além de torres no México antes de se desfazer da operadora local.

AT&T
Já a AT&T avisou ao mercado que vai fundir a operação da Nextel México com os ativos da Iusacell, outra empresa local que adquiriu recentemente. A fusão faz parte do plano da companhia de criar a maior operadora móvel da América do Norte, área com mais de 400 milhões de potenciais clientes. (Com assessoria de imprensa)

PUBLICIDADE
Anterior Indústria eletroeletrônica demite mil no primeiro tri
Próximos StartUp Brasil apresenta as empresas que serão apoiadas este ano