Nextel Brasil rechaça rumor de que estaria à venda


O CEO da Nextel Brasil Francisco Valim negou hoje, 02, que a empresa estaria buscando um comprador. O comentário foi motivado por reportagem do jornal Valor Econômico, publicada nesta terça-feira, na qual fontes teriam dito que o banco de investimentos Rothschild foi contratado para buscar oportunidades para a operadora. Entre estas “oportunidades” estaria a venda, conforme a publicação.

“A Nextel não está à procura de eventuais compradores e não há qualquer proposta de aquisição pela companhia”, reiterou Valim, por nota.

O jornal afirma que TIM, Claro e Sky aceitaram avaliar dados financeiros confidenciais da Nextel para traçarem, em caso de interesse, uma proposta de aquisição. A Vivo não teria aceitado ver os números uma vez que concorre em São Paulo, onde, em caso de consolidação, haveria sobreposição de frequências, gerando impedimentos regulatórios.

PUBLICIDADE

“A empresa está focada em reduzir os custos operacionais e em otimizar os recursos em infraestrutura e oferta de serviços como, por exemplo, a recente aquisição de frequências para operar a tecnologia 4G na Grande São Paulo. A Nextel segue ampliando sua participação de mercado, principalmente nos dois estados prioritários dentro da estratégia da companhia – São Paulo e Rio de Janeiro – e se consolidando como um player de telefonia móvel no Brasil”, completa Valim, da Nextel.

Não é a primeira vez que o rumor circula. Em outubro de 2015 a agência de notícias Reuters publicou texto afirmando que a NII Holdings, controladora da Nextel Brasil, buscava bancos de investimentos para conduzir uma possível venda do ativo brasileiro.

Anterior No Congresso, Dilma fala em revisão do marco regulatório, mas não menciona banda larga
Próximos América Móvil diz que prioridade em banda larga não é mexer em concessão. Oi diz que sem isso não tem banda larga.