Nextel, à beira da falência?


Ao comentar ontem os resultados ruins da NII Holdings, controladora da Nextel na América Latina, o seu presidente, Stev Shindler, reconheceu que poderá pedir falência – ou recorrer ao Capítulo 11 de proteção à falência, conforme a legislação norte-americana – se os resultados futuros da companhia continuarem piorando. Hoje, as ações da empresa caíram quase 70%.

PUBLICIDADE

“Apesar das ações que adotamos para melhorar nossa performance operacional, não conseguimos atingir os objetivos, deixando a empresa com uma posição líquida que não é suficiente para suportar o negócio”, admitiu o executivo.  A dívida operacional da empresa está em US$ 4,8 bilhões e ontem a empresa  registrou prejuízo de US$ 629 milhões.

Somando  as operações do Brasil, México, Argentina e Chile, a NII Holdings contabilizou receita de US$ 968,8 milhões no segundo trimestre do ano, diminuindo 23%. O resultado é um prejuízo líquido no período de US$ 623,3 milhões, ante perdas de US$ 396,4 milhões entre abril e junho de 2013. A base total de usuários diminuiu 6%, registrando 9,4 milhões de clientes no mundo. A empresa já havia entrado, ano passado, na lista dos maiores prejuízos de 2013 nos EUA e América Latina.

Anterior Nova lei de informática prorroga incentivo fiscal para 2029
Próximos Wolmer Godoi assume a vice-presidência da Aker