Netflix registra lucro abaixo do previsto


A Netflix divulgou hoje, 14, os resultados financeiros para o terceiro trimestre deste ano. A companhia registrou receita de US$ 1,58 bilhão, 29% maior que a obtida um ano antes. O lucro líquido, em compensação, caiu 50%, para US$ 29 milhões. O lucro operacional foi de US$ 74 milhões, abaixo do previsto pela própria empresa no balanço anterior, de US$ 81 milhões.

O resultado foi impactado por aumentos nos cursos operacionais e “pela intensidade de circulação de capital para produção de conteúdo próprio”. A empresa ressalta que o investimento em produções próprias é  melhor forma de se diferenciar em um mercado competitivo. E cita a ascensão de novos serviços, como Hulu, HBO Go e Amazon Prime.

O fluxo de caixa livre ficou negativo em US$ 252 milhões (ante saldo também negativo de US$ 74 milhões no mesmo período de 2014). O Ebitda ficou em US$ 123 milhões, ante US$ 155 milhões ao final de setembro do ano passado. A dívida bruta atualmente soma US$ 2,4 bilhões, cerca de 5% do valor de mercado da empresa.

Dois terços do resultado vem dos Estados Unidos, onde a companhia faturou US$ 1,064 bilhão no terceiro trimestre, com lucro operacional de US$ 344 milhões. O resto do mundo gera US$ 516 milhões em receita e tem prejuízo operacional de US$ 68 milhões.

No período, a Netflix atraiu 3,62 milhões de novos usuários. Ao todo, tem 69,17 milhões de usuários, sendo 66,02 milhões pagantes. Até o final do ano, a empresa vai aumentar os custos com expansão internacional. Até dezembro, o serviço chega a Portugal, Espanha, Itália. “Os planos são de ficarmos próximos ao break-even ao longo de 2016, e depois entregar fortes lucro”, diz a companhia. Vão contribuir para melhora dos ganhos os aumentos realizados na última semana, de cerca de US$ 1.

Próximo trimestre
Para o quarto trimestre do ano, a empresa espera receita de US$ 1,667 bilhão e lucro líquido de US$ 10 milhões, oito vezes menor que o lucro do quarto trimestre de 2014. Haverá aumento das perdas no resto do mundo, em função da expansão por novos mercados, justifica a companhia no comunicado.

Anterior UIT quer governos incentivando PMEs do setor de TIC
Próximos Relator busca alternativa ao aumento do imposto no celular e arrecadação da área econômica pode cair